Câmara recebe profissionais da Educação

por adm publicado 27/09/2017 14h15, última modificação 28/11/2017 14h22
Com o objetivo de dar abertura à rede do Magistério e ouvi-los sobre o que eles pensam da alteração proposta, pelo Executivo, no Projeto de Lei Complementar n. 113, o presidente da Câmara Municipal de Pains, Paulo Sérgio de Morais convidou os educadores a participarem da reunião desta segunda-feira, 25/09.

 

 O PLC 113 pretende alterar a jornada semanal  de trabalho constituída  de horas em atividades com os alunos,  horas em trabalho pedagógico e horas em local de livre escolha, sendo 30 horas semanais. Com a nova alteração, esta jornada, estaria distribuída da seguinte forma:

a)      20 horas em atividades com alunos,

b)      Duas horas de trabalho pedagógico coletivo na escola

c)       Oito horas de trabalho pedagógico em local de livre escolha e/ou participação obrigatória em cursos de capacitação oferecida pelo SEMED

Para a docente da Educação básica, Aída Cândida de Jesus, não se deve perder o foco da qualidade do ensino, mas sim, contribuir com o profissional para que este diferencial seja mantido: “Tudo aquilo que lhe dá direito também lhe dá dever” e de forma alguma pensa-se diminuir a qualidade da educação no município. O motivo da nossa proposta é cuidar do profissional,  para ele poder passar bem. E nós sabemos que o nosso foco é a nossa qualidade.

Houve-se também a discussão do “e/ou” sobre a participação obrigatória em cursos de capacitação/formação continuada oferecida pelo SEMED.  “ Eu entendo que quando eu coloco “e” é mais, e “ou” tem uma intercessão. As vezes, o profissional já cumpriu a carga horária e  tem como justificar a ausência  nos cursos de formação. Lembrando que nosso plano de carreira nos dá esse dever  de participar destas capacitações oferecidas, seja em qualquer instância,  federal, estadual ou municipal” . Explica a pedagoga.

Durante o diálogo, tornou-se claro que a cidade de Pains apresenta uma boa qualidade de ensino, e que este padrão do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) não se deve cair.

Após o bate-papo em reunião com  os vereadores,  os professores ficaram de se reunirem para um acordo final sobre o assunto.

error while rendering plone.comments