Parlamento Jovem encerra atividades em Belo Horizonte

por adm publicado 29/09/2017 08h33, última modificação 29/09/2017 08h33
O vereador e coordenador do Projeto em Pains, Leonardo Lara, foi um dos integrantes da mesa diretora, e no seu pronunciamento, salientou a importância dos jovens se engajarem neste processo de democratização.
Parlamento Jovem encerra atividades em Belo Horizonte

O vereador Leonardo Lara falou sobre a importância do apoio das escolas.

 126 alunos do Ensino Médio, de 63 municípios de Minas Gerais participaram da finalização  do projeto Parlamento Jovem,  ocorrido na Assembleia Legislativa de Belo Horizonte, nos dias 20, 21 e 22 de setembro.

O vereador e coordenador do Projeto em Pains, Leonardo Lara, foi um dos integrantes da mesa diretora, e no seu pronunciamento, salientou a importância dos jovens se engajarem neste processo de democratização:  “Os jovens não são o futuro do país, mas sim, o presente, o agora; então nada mais normal, eles ajudarem na tomada de decisões e criação de leis, tornando mais democrática a participação dos cidadãos na política mineira”. Ressaltou.

Para Leonardo Lara, é muito importante que as escolas incentivem seus alunos a participarem do Parlamento Jovem. Ele  analisa o projeto de maneira otimista, ao perceber  o bom desempenho  dos participantes: “É marcante o entusiasmo dos jovens estudantes e dos coordenadores, pois, além da elaboração do documento com propostas, o projeto proporciona aos alunos a integração e o intercâmbio entre eles, já que são de municípios de toda Minas Gerais: Norte, Sul, Centro Oeste, Triângulo, Noroeste, etc.

Sobre o Parlamento Jovem

O projeto é desenvolvido  pela Escola do Legislativo em parceria  com as câmaras municipais, PUC Minas e escolas do Ensino Médio, dando ênfase na Educação Política.

A procura dos municípios cresce a cada ano, fazendo deste, um projeto de grande relevância em todo o estado. Em 2016 foram 42 municípios participantes, em 2017 63 municípios e a previsão para 2018 são  151 câmaras municipais, já inscritas no projeto.

No 1º Semestre os alunos estudam e se preparam,  apresentando propostas que são debatidas nos grupos de trabalhos. As melhores são priorizadas e compactuadas num documento aprovado em plenária e  entregue à comissão de participação popular da Assembleia e que, possivelmente, pode ser transformada em Lei.

 

error while rendering plone.comments